terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Flor Negra













Cadê?
Onde está o vermelho?
O Carmim?
A Flor morreu,
foi morta,
cortada,
quebrada,
e sua cor,
aquilo que de mais belo tinha,
sangrou
e apenas o negro do luto
continuou...


CABEÇA ANUVIADA













Como eu queria...
adoraria ver corvos saindo de minha cabeça
e vê-los dançar em meus cabelos...
talvez toda aquela negritude iria embora
tudo aquilo que pensei, não penserei mais
ou então alguma pena ou algum ovo continue..
e faça brotar lá dentro tudo o que já voou...
mas pelo menos a lembrança ficou,
para que eu posa dizer que,
pelo menos uma vez...
eu vi,
o vôo dos corvos...



Douglas Ibanez

Um comentário:

Rosana disse...

Os pensamentos negros não devem existir na nossa mente, devemos sim espantá-los pra bem longe...