domingo, 17 de maio de 2009

Vou acabar raspando careca!

Engraçado como as coisas são: passei mais de dois meses sem cortar o cabelo e quando fui finalmente tosar minha bela samambaia castanha, a coisa ficou estranha.

Não que eu ache que ficou ruim, pelo contrário, gostei bastante do corte, mas o que é incrível e mais me chama a atenção é o fato de que nunca, eu disse NUNCA, meu cabelo fica como eu queria antes de cortar. Além do mais, essa pequena experiência me fez também pensar em uma coisa bastante interessante: homem também não pode ter problemas com o cabelo não?

A gente também sofre, caras leitoras que existem e ainda não existem deste singelo Blog. E por mais que não pareça, decidir um cabelo maneiro, que fique de acordo com o nosso gosto e que não fique feio na frente das meninas, é uma coisa bastante complicada.

Me lembro como se fosse ontem, quando era apenas um garoto e meu pai me levava para o cortar o cabelo num barbeiro (isso ainda existe?) que existia na rua do Metrô. Naquela época eu apenas cortava de acordo com o que meu pai mandava e não tinha nenhum censo de ridículo ou de vontade (embora, sinceramente, meu cabelo não era tão ruim assim).

Mas hoje eu penso e vejo que muitos garotos pensam igual: Como cortar o meu cabelo? São tantas coisas novas que existem e vem surgindo a cada dia que nossa cabeça fica um tanto bagunçada. Nós homens, também temos idéias de cabelo e queremos colocar em prática, mas será que um dia conseguiremos?

Já tive todo o tipo de cabelo que se possa imaginar: arrepiado, dividido no meio, comprido (a coisa era medonha, confesso) e ultimamente tive a lisonjeira idéia de colocar uma franja para o lado (só para maiores informações, nada de EMO ok?) e mesmo assim, não achei um corte diferente e legal para mim.

Sabe quando você está com aquela vontade louca de comer alguma coisa e não sabe exatamente o que é? Ai você abre a geladeira, fica uma meia hora pensando no que tem dentro dela para ver se bate com a sua idéia de comida perfeita e percebe que o que você quer, não está lá dentro. Olha no armário e acontece a mesma coisa e dessa forma vai levando o dia inteiro, até perceber que o que você quer comer, não existe. E eu estou começando a pensar que o cabelo que eu quero, também não existe.

Uma coisa que eu aprendi de acordo com os anos e com as experiencias cotidianas é: não tentar copiar cabelo de gente famosa. Já tentei fazer isso, duas vezes e aprendi que não dá certo. Pensem comigo companheiros masculinos de cabelo, eles tem dinheiro e nunca, jamais, que cortariam o cabelo em um cabeleireiro da rua do Metrô de cinco ou dez reais e se eles podem cortar por um preço caro, com certeza vão gastar o mesmo ou o dobro para cuidar depois.

As vezes isso tudo é psicológico (coisa de louco né?) ou quem sabe não, só estamos correndo atrás do melhor para a gente. O problema, acho eu, é esperarmos demais daquilo que outra pessoa faz. Quantas vezes nem explicamos direito o que queremos para o nosso cabelo? Fica na responsabilidade do profissional adivinhar o que queremos. Mas também fica difícil explicarmos aquilo que nem sabemos se existe.. não é mesmo? (vou raspar careca).

Portanto, meus caros companheiros, se vocês tem sorte de cortar o cabelo e conseguir aquilo que realmente desejam, parabéns. Agora, se forem como eu que não conseguem e continuam na busca eterna pelo cabelo mais “da hora”, minha dica é, perseverança e muita paciência para deixar o cabelo crescer e cortar de novo.

7 comentários:

jaqueliny euzébio. disse...

Douglas e as crises existênciais de seu cabelo.
O negócio é fazer como o meu pai, ter cabelo só dos lados.
Bom, pode não ser charme, mas ele não tem problema com isso.

Sweet Patty disse...

vejo que não estou sozinha nessa história da geladeira, não consigo me satisfazer com nada que existe nela.
Sobre corte de cabelo, eu gosto assim que corto, acho até que ele fica com aspecto de "cuidadoso", ele não é.
Depois de umas poucas semanas, começo a odiá-lo, mas eu cansei de me preocupar com ele ^^
A coisa é mudar e mudar e mudar pra ver qual corte fica legal :)

Douglas disse...

isso é verdadee.. mudar é sempre bom... eu tento... um dia quem sabe .. hehe

: !srael : disse...

kkkkkkkkkk' verdadeee... Nós garotos tb sofremos kkk... difícilmente achamos um corte decente!!
Um Braço ^^

Douglas disse...

exatamente!! é uma das coisas indecifráveis do mundo... vai entender...

Rosana disse...

Meu Deus! Cabelos... Realmente agora percebo o quanto puxou p/mim neste assunto. O meu dilema diário sempre foi e sempre será meus cabelos que nunca ficam do jeito que gostaria que ficassem. E pelo jeito vc não fugiu as regras de casa.
Beijos

Douglas disse...

o bom filho a casa torna... ahuahuaha