quarta-feira, 20 de abril de 2011

E Se..?

.
Você já pensou sobre o SE de sua vida? Aliás, existe algum SE nela?
.
Outro dia estava lendo um livro (um bom livro já adianto) em que este assunto foi levantado. Claro que de forma bem sutil, sem nenhum tipo de maior importancia, já que a história estava tomando outros rumos, mas acabou me deixando realmente intrigado sobre.
.
Isto sem um nome determinado, ao qual eu e meu amigo livro lido chamamos de SE, consegue beirar o limite do perigo. São aquelas situações em que, por algum motivo, seja ele qual for, precisamos fazer uma escolha, tendo que optar em ter um lado enquanto se desapega do outro.
.
Obviamente existem diversos desses SE ao longo do tempo, mas alguns deles são tão cruciais e de um valor tão importante que são capazes de mudar uma vida inteira, o trajeto de sua vivência a partir da escolha. E é neste exato ponto em que nos perguntamos, e SE..?
.
.
Escolhido, seguido, mostrado, contado, feito.. tantas coisas poderiam ser diferentes com este bendito SE. Tantos caminhos poderiam ter se cruzado, desalinhado, descido, subido e escorregado.
.
Confesso que vasculhei meu passado, em busca de um valioso SE que realmente tivesse custado minha vida de hoje, caso tivesse sido escolhido anteriormente. Talvez eu tenha achado, talvez nem tenha sido tão importante assim.
.
Aliás existem as torturas. Pois é, imagine, viver para sempre dentro dessa condição, de lembrar do passado pensando em como tudo poderia ser diferente se aquilo tivesse acontecido. Ou não, quem sabe? Quem vai saber? Ninguém.
.
Não se pode viver no SE. Não se deve. Viver um presente que poderia ter acontecido é viver uma ilusão inexistente de uma tentativa de ser feliz. A felicidade é encontrada no que acontece e não no que poderia acontecer.
.
Mas ainda assim, a tentação do pensamento é grande. Uma viagenzinha ao nosso SE mais poderoso nem sempre é tão ruim. Por vez, ele pode ser muito mais esclarecedor do que se imagina. O SE pode ser sua tortura, seu alívio, apenas um passado distante e um futuro difuso.
.
Saibam dosar suas viagens
mais sombrias ao seu íntimo denso.
Qual é o seu SE?
Espero que tenham gostado.
Um grande abraço pessoal.
Até mais!
.

4 comentários:

Beatriz disse...

"Viver um presente que poderia ter acontecido é viver uma ilusão inexistente de uma tentativa de ser feliz." Pura verdade...

Júlia disse...

Oi Douglas...
Poisé, esses SE tem grande participação na minha vida... Tanto no pessoal, quanto no profissonal...
"SE tivesse acontecido... (ou não)"
"SE fosse diferente..."

(...)

Tudo dúvida, tudo no escuro ainda, atpe o SE decidir o rumo =)

Beijo =*

Sonhos & melodias disse...

Oi Douglas,
Essa é uma questão filosófica e tanto não? Já parei pra pensar nisso em minha vida pessoal e profissional. Mas quer saber? Adoro o momento atual e se pudesse, acho que faria tudo de novo igual. mas vale a pena pensar nesse SE de vez em quando.
Bjs e uma super Páscoa pra você e sua familia

Kézia Lôbo disse...

Nunca penso no Se... pq pra falar a verdade ele não exite, pois nao adianta ficar lamentando e se e se e se... tivesse feito isso, ou visto aquilo, ou escolhido aquele... nao tem como saber pois o Se é apenas uma expeculação que jamais terá uma resposta satisfatoria...
Muito bom o que voce escreveu!