terça-feira, 23 de outubro de 2012

Love


Virginianos sabem quando é amor quando cada centímetro do corpo da tal pessoa amada se torna um fascínio inexistente. Um jogo de sobrevivência onde o que sobra é apenas o sufocar de não saber mais onde procurar por algo sem nome que persistimos em nomear de amor. Sabemos desta existência na vontade de querer estar dentro do outro, de dividir uma só alma e esquentá-la dentro de um só corpo. Amor é 
o sentimento de ser outra pessoa mesmo ainda sendo você mesmo, protegendo-a do mal como uma auto-proteção. Amar o outro se torna seu amor-próprio. E honestamente, não importa se você é virginiano, ariano, aquariano ou qualquer outro tipo de variação zodiacal, porque isso é humano, é divino, é o melhor de se viver nesse mundo









2 comentários:

Gabriel Sales *_* disse...

Texto espetacular, mesmo discordando de vc em alguns termos relativos ao amor... Ahhh tbm sou virginiano.

Dheysse Depp disse...

Oie Douglas! Tudo bem? Meu nome é Dheysse Lima, minha irmã me indicou seu Blog e nossa! Super demais! Me encantei a primeira leitura. Já seguindo e estarei sempre por aqui, deixo o link do meu blog pra vc | www.jeitolunatico.blogspot.com | será desde já muito bem vindo!

Beijos! E Parabéns pelos textos, são belos, singelos, com uma alma extraordinária, que a gente entende.