sábado, 5 de dezembro de 2009

Eu Quero Fazer Coisas Más Com Você

A noite caiu e agora, que o sol não mais ataca minha pele fraca e meu sangue temperado, posso vir aqui, de frente a essa tela iluminada do computador, contar para vocês uma experiência maravilhosa que tive em relação a leitura e visão de algo maravilhoso.

Vocês devem estar achando que é alguma paisagem paradisíaca ou algo do gênero, pois não é, na verdade estou aqui hoje para falar sobre uma série de televisão que já li resenhas em diversos sites e blogs e que me interessou tanto que não pude deixar de dar uma olhada e comprovar aquilo que todos diziam, seu nome? True Blood.



Esta série, que possui uma fotográfia magnifica, ao meu ver, conta a história de Sookie, uma típica menina sulista que vive na cidade interiorana de Bon Temps, Louisiana, onde nada de muito interessante costuma acontecer. De cabelos loiros, tímida, 25 anos e ainda virgem, revela ter um dom magnífico logo no primeiro capítulo, ela consegue ler as mentes das pessoas, involuntária e voluntariamente, o que pode causar um extrondoso desconforto.

Contudo, tudo muda quando um homem, branco que só, entra no bar em que ela trabalha e pede para ela lhe dar uma garrafa de Tru Blood. Então você me pergunta: Que raio de bebida é essa, meu filho? Vou explicar. Há dois anos, desde que a história passa a ser contada, os vampiros se revelaram para o mundo, ou, saíram de seus caixões publicamente, como falam no seriado, deixando todos os humanos aterrorizados. Com isso, cientistas japoneses conseguiram produzir um sangue sintético chamado de Tru Blood, que possuí vários gostos (O positivo, A negativo..) e que podem ser vendidos em todos os bares. Então, voltando a história, esse homem que entrou no bar e que não pode ter seus pensamentos lidos por Sookie, o que chamou a atenção de nossa protagonista logo de cara, é nada mais do que William Compton, ou apenas Bill Compton, um vampiro que não quer sobreviver a base de seres humanos.

Sookie e Bill - Anna Paquin e Stephen Moyer casal romântico e pritagonista da série (que curiosamente também estão noivos na vida real)

Pode parecer a típica história melodrama adolescente que estamos acostumados a ver recentemente, mas eu garanto, não é. True Blood é uma série inspirada nos livros da série Southern Vampires de Charlaine Harris que possui 9 títulos de pura magia e mistério.


Na verdade, True Blood é a combinação perfeita (mais que perfeita) de uma boa trama com os ingredientes certos que agradam a todos. Ela possuí uma onda de mistério tão bem engenhada e arquitetada que consegue fechar cada capítulo com um mistério novo sem sair ou desfocar daquele central que leva a temporada toda para frente. É tão bom que temos vontade de ver sempre e sempre. Possuí também bastante ação o que deixa a gente bem agitado para ver o que está rolando em toda aquela confusão. Há também um humor negro muito bem elaborado e infiltrado em falas nada bizarras mas sim, pelo contrário, em falas normais. A série também possuí um certo apelo ao sexo, já que o tema vampiro está ligado muito bem nisso, principalmente em True Blood, por isso algumas cenas acabam sendo um pouco fortes, mas nada que ninguém não possa ver.

Além de toda a história, a trilha sonora merece uma salva de palmas de todos nós. A música tema de abertura Bad Things (I wanna do bad thing with you), é uma perfeição e encaixou - se certeiramente no contexto e imagem da série. Ela possuí uma musicalidade misturada de Country com Rock nos levando a mistura incrível do interior de Bon temps ao rock dos vampiros. A letra da música é maravilhosa também, misturando um toque de malícia, paixão e poesia, digamos assim. Todo o resto da trilha sonora de True Blood também é ótima e parece ter sido feita exatamente para a série, além da abertura que é magnífica.

Jessica - Deborah Ann Woll - Vampira adolescente e personagem
pela qual eu viraria um vampiro fácil, fácil.


Ao longo das duas temporadas, conseguimos ver e sentir a adrenalina total que passa diante dos nossos olhos e que sai de dentro de cada personagem. É uma mistura total de várias sensações que nos deixam sempre com o coração na mão (Maryann com certeza adoraria isso). Possuí um texto muito bem escrito e um ingrediente desconhecido que nos deixa loucos de vontade de querer ver mais. Todo mistério tem sua continuação e a ligação de uma temporada com a outra é tão bem feita que você não fica perdido entre elas, pelo contrário, ao fim da segunda temporada você entende que tem relação com o meio da primeira e assim sucessivamente.

Além de tudo isso, True Blood também sabe mexer com temas que, embora não sejam diretamente ligados a vampiros, estão infiltrados na sociedade contemporânea. Como o preconceito contra os vampiros por grande parte da população, em contrapartida àqueles que acreditam em seus direitos como cidadãos. Também temos a política, onde vampiros também querem opinar e ter maior participação, como a igreja, que é muito mostrada na série, o que nos leva a pensar em como um mundo mudaria de cabeça para baixo se vampiros realmente existissem. Sem contar também no tráfico de sangue de vampiro e no uso de novas drogas que se sucederam a partir da revelação dos vampiros e quais sensações elas podem dar ao corpo humano.

Alguns do elenco principal de True Blood (Sam, Tara, Maryann, Erick, Jason, Bill e Sookie)

Bom, para terminar, fica a enorme dica para todos vocês. True Blood se tornou uma das minhas séries favoritas e é, ao meu ver, a mais bem arquitetada e escrita série recentemente. Ela possuí aquela mágica que não nos deixa dormir no ponto e que dá uma enorme dó de deixar para ver o próximo capítulo em outro dia (perdi madrugadas vendo True Blood). A série é perfeita devido a tudo, seja pelos Vampiros Bill, Erick, Jessica, Pam, que aparecem de acordo com todas as temporadas, ou pela telepata, garçonete e pura Sookie, pelo garanhão e cheio de problemas Jason, pela "não leva desaforo para casa" Tara, o misterioso Sam ou até pela misteriosíssima, má porém super divertida Maryann, essa série produzida pela HBO é sensacional e quando eu digo que VALE A PENA VER, é por que vale a pena ver.

Pois bem, espero que tenham gostado
escrevi esse post com muito carinho e venho
pensando nele a muito tempo para escrever.

Então, agora vou embora, mas
vejo vocês em breve ok?

Um grande abraço para todos vocês
e uma bela mordida no pescoço também. ^^
Tchau!

8 comentários:

Thaís Mello. disse...

Gente, essa séerie tá sendo comentada né?
Eu vi um episódio logo assim que lançou e acheei bem legal, mas não sei a hora que passa ^^'
Vampiroos estão na mooda... rsrs

Beiijao ;*

Liciane disse...

HHumm parece ser bem interessante!!!!
Fiquei curiosa!!!
Valeu a dica!
Vou assistir!

Beijos :)

Sweet Patty disse...

puts, gostei. Comecei a gostar de filmes de vampiros quando assisti "A rainha dos condenados" do livro da Annie Rice. Não, não gosto de Crepúsculo ^_^

Fiquei curiosa, vou pedir pra alguém baixar, deve ser muito bom mesmo, adorei.

Douglas disse...

Essa série é muuuuito boa mesmo gente, eu sei o que estou dizendo, não tem quem veja e não goste, é tiro e queda. É bem diferente de Crepúsculo e essas novidades por ai, True Blood não é romance própriamente dito, claro que tem os seus romances, mas tem muito mais do que apenas isso. Vale muito a pena ver.

Sweet!
Eu nunca li os livros de Annie Rice, mas tenho o "Entrevista com Vampiro" no meu antigo PC e sou louco para ler, gosto muito do filme. E esse seriado tem muitas coisas dos vampiros da antiga sabe? Não é como os outros que brilham no sol, eles morrem mesmo, vão se desintegrando aos poucos, sabe? É isso que eu gosto nos vampiros, a originalidade sabe? Nada contra Crepúsculo e outros, mas a meu gosto pessoal, eu prefiro assim.

E vampiros estão na moda mesmo, mas True Blood é muito mais que modinha, é qualidade pura!!

Abraços

E.Suruba disse...

tinham me dito que era bem parecido com crepúsculo

Douglas disse...

Tem suas singularidades sim, mas é bem diferente de Crepúsculo.

Mariane disse...

Oi Douglas...

Não gosto de histórias de vampiros, só Crepúsculo, hehehehe!!!

Passando aqui para lhe desejar uma excelente semana...

Abraços...

La Sorcière disse...

Oi querido!!
Como perdi este post?? Justo eu, uma MEGA fã de True Blood??? Eu assisto ao seriado e li os dois libros publicados no Brasil e não sei de que gosto mais: do seriado ou dos livros... ambos são geniais!!! Acho que ver o vampirão sexy do seriado ganha as minhas preferências!!! kkkk!!!
A música de Jace Everet é o toque do meu celular, só para vc ter ideia da minha fixação no assunto!!!
Esperando ansiosamente pela terceira temporada e terceiro volume das aventuras de Sookie!
Bj