sexta-feira, 4 de março de 2011

Veneno Carnavalesco

.
Bom Dia a todos meus queridos!
Hoje, o que significa algumas semanas atrás, por que provavelmente escrevi isso bem antes de publicá-lo, tive um abatimento em minha mente cheia de nuvens e resolvi fazer algo um tanto problemático, afinal, ao fazer uma crítica, opiniões sempre se divergirão, mas fazer uma crítica no começo do ano ao CARNAVAL é quase que um suicídio.
.
Não sejamos tão dramáticos. Muita gente que conheço não curte a festança e basta ler algo contra que se satisfaz pelo dia inteiro. Isso se deve ao fato, creio eu, de que muita gente por aqui curte outros tipos de coisas, que automáticamente se ligam a mim e a todo o restante.
.
O fato é que, falar mal do Carnaval virou praticamente uma moda (isso mesmo produção?), aderida por muitos e muitos pelo Brasil inteiro. O porquê disso? Sinceramente não sei. Mas o que vou falar hoje é mais um sentimento do que propriamente algo contra.
.
Carnaval é festa, alegria (putaria), diversão.. resumindo, a farra do boi completa. E é, além disso, a maior festa brasileira, admirada por tantos e por todos lá de fora, um exemplo e um estigma do nosso Brasil.
..
Mesmo com tudo isso, eu nunca fui fã de Carnaval. Em épocas mais remotas (falou o idoso) eu até tentava ficar a noite toda acordado, comendo amendoim torrado, para ver todos os desfiles das Escolas de Samba de São Paulo. Mas hoje, vejo aquilo que posso com sempre o mesmo motivo, ver até onde chega a criatividade da escola de reproduzir tal tema do desfile.
.
Acabo ficando admirado e intrigado com certas coisas, confesso. Contudo, após este momento passar, é como se nada tivesse existido.
.
Não sei quanto a vocês, mas eu sou saudosista de algo que nunca vivi. É. Eu sinto falta dos tempos em que Carnaval era comemorado na rua. Com todos fantasiados de verdade, pierrô colombina, fada, mago, pirata, mágico, e não com um tapa-sexo do tamanho de uma unha que chamam de Fantasia.
..
Desculpe mais uma vez, percebam que isso não é algo contra, algumas roupas do Carnaval são lindas, mas, ainda assim, não as considero fantasias, apenas um glamour de jóias colocadas sobre o corpo com penas de animais verdadeiras (isso eu sou contra).
.
Não se tem mais a tradição de se sair na rua, todos vestidos, homem de mulher, mulher de homem, cantando marchinhas a lá Olha a Cabeleira do Zezé, jogando confetes e serpentinas. O samba dominou. A roupa diminuiu (sumiu). E a velha e divertida tradição se foi.
.
Claro que existem lugares que fazem festas do tipo, não são tão difíceis de serem encontradas, mas o que se perdeu foi isso ser a peça principal, o gosto real. A diversão deu lugar a malícia e ambas, aparentemente, andam juntas, embora para alguns, não.
.
As vezes olho para alguma novela antiga em que se mostra este tipo de Carnaval e sinto uma vontade enorme de me transportar para lá. De viver o que não vivi. Me lembro de minha avó, bisavó contando.. era tudo tão animado!
.
Mas, de qualquer forma, o Carnaval 2011 está aí. Samba, festa e alegria (já disse putaria?). Então, já que tem que ser, por que não se divertir com o que se tem, certo? Sem se esquecer, também, do Carnaval do Nordeste que, pelo que me dizem, é MARAVILHOSO!
.
O Pierrô um dia chorou por não existir no coração da Colombina. Hoje ele chora por não existir no coração de mais ninguém.
.
Bem pessoal, é isso.
Espero que tenham gostado.
Digam suas opiniões e acima de tudo, sejam felizes!
Quem curte o carnaval, se divirta, tenha juízo, camisinha e moderação na bebida!
Tirando essas precauções, podem cair na gandáia!
Abraço!
.
Alalaô.. ôô.. ôô.. mas que calor.. ôô.. ôô..
.

7 comentários:

Eduardo Montanari disse...

Se o carnaval fosse comemorado como nos meus tempos de infância eu gostaria. Hoje em dia o carnaval é uma merda foda. Realmente é uma época que me cansa.

Douglas disse...

Eduardo.
Essa época cansa demais. É sempre a mesma coisa, ou não, existe alguma mudança, para o pior. A mesmica da mudança se inferiorando, sinceramente é triste. Em épocas de agora eu queria voltar para o passado.

Sonhos & melodias disse...

Douglas em minha infância e adolescência ainda peguei a fase boa do carnaval. Não perdia as matinês. Todo ano encontrava as mesmas pessoas e juntas, cantávamos as marchinhas, dançávamos e voltávamos para casa felizes da vida. Não havia putaria nem falta de respeito que hoje impera. Parei de curtir carnaval quando me deparei com essas mudanças.
Hoje passo longe dessa loucura toda.
Bjs

Douglas disse...

Sonhos e Melodias

Deve ter sido MUITO legal passar por essa fase do Carnaval onde a diversão era o que se esperava desse feriado. Farra, alegria.. uma pena onde estamos mesmo. Bjo!

Déia disse...

Querido,

Adorei seu texto...mas, não sou fã dessa festa. Curto ver a diversão dos outros...sou daquelas mais calminhas rsrsrs
Mil bjs e bom carnaval, do seu jeito!

Rosana Ibanez disse...

Concordo com você e lembro da minha vó contando da época em que ela "fantasiada",saia as ruas para dançar e cantar as marchinhas de carnaval. Isso lá pela década de 1920. Quase 100 anos atrás...
Devia ser maravilhoso mesmo!! Hoje em dia, não curto, mas já dancei muito em matinês...
Beijos

Renata Martins disse...

Verdade... o carnaval já foi em algum tempo uma das melhores e maiores festas de nosso país.... Hoje é exibição de corpos e expeculação de grana... muita grana...
Também sinto esse vazio que ficou.. e cada vez conheço mais pessoas que não gostam dessa festa estranha dos nossos tempos...
Tá de parabéns o texto é ótimo... e eu curti meu carnaval em baladas de Jazz e Rock... rsrs